Ana Paula se encontra com Yoko Ono - Capítulo 1 da série "Ana e os Beatles"



                Ana sabia que esse dia chegaria. Ela sempre soube. Por isso, ela já estava há três anos com uma bomba diferente, que imita suicídio quando é jogada em alguém. Junto com ela, havia uma carta dizendo que a razão do suicídio era John Lennon, ela se sentia muito culpada por tudo. Então, quando ela havia visto Yoko em uma sala de cinema, ela já sabia o que fazer.
                Ela abriu sua bolsa, tirou a bomba e deixou perto da pipoca. Mas logo antes de acionar o cronômetro, ela sabia o que tinha que fazer. Não, ela não ia deixar Yoko Ono ilesa. Ela pegou a chave da antiga casa de seu ídolo, assim poderia pegar CD’s e outras coisas autografadas.
                Ela só mataria Yoko porque John não iria se encontrar com ela. John estava no Céu, e Yoko logo habitaria no Inferno. Grande fã dos Beatles, Ana sempre a culpou pelo fim da banda, por tudo. Agora, era sua chance.
                Ana acionou o cronômetro e saiu do cinema. Por fora, ouvia a batida. Não era tão grande, nem parecia uma bomba. Só o bastante para fazer um pequeno buraco no braço dela, fazendo com que parecesse suicídio. E apreciou cada segundo. Ninguém do cinema nem ouviu, de tão concentrados no filme.
                Ana parou na ex-casa do (in)feliz casal e aproveitou para pegar itens raros. O dia não poderia ser melhor. Só se ela encontrasse Paul na esquina seguinte. Mas esta é outra história.